A estadia de um patudo durante as férias

“O meu gato vomitou e tinha pelo!”
15 Julho, 2020
Estimular a ingestão de água
17 Agosto, 2020

Chegado o mês de Agosto, chega também o calor e as férias de muitas famílias. Nas famílias com patudos, levanta-se também a questão: O que fazer com o meu patudo durante as férias?

Existem várias opções, neste artigo, fique a conhecê-las e selecione a mais indicada para si e para o seu melhor amigo.

Levar o patudo consigo de férias

Esta é geralmente a primeira opção para muitas famílias. Caso vá de férias para uma segunda habitação, ou mesmo para a casa de um familiar, converse com a sua família sobre levar o seu patudo, e garanta que todos estão de acordo para o receber.

Existe ainda a hipótese de, ao planear as suas férias com antecedência, optar por hotéis Pet friendly. Nestes hotéis, o seu patudo será muito bem-vindo, desde que respeite as normas de higiene e segurança do hotel, e que tenha vacinações e desparasitações em dia.

Cães geralmente ficam felizes por acompanhar os seus tutores nestas viagens, mas os gatos podem não sentir a mesma satisfação. Não se esqueça que sendo animais territoriais, os gatos geralmente preferem ficar no seu ambiente ao invés de andar a mudar de habitação e consequentemente entrar num local completamente desconhecido e sem território definido.

Deixá-lo num Hotel para animais

Hotéis para animais são já uma opção para muitas famílias. Seja para cães ou para gatos é importante assegurar uma vaga com antecedência, procedendo à reserva e regularização do status vacinal do seu amigo. Cães necessitam ainda da vacina da tosse do canil realizada com alguma antecedência antes da entrada no Hotel.

É ainda importante perceber a rotina do hotel e visitar vários hotéis antes de fazer a sua escolha. Caso o seu patudo necessite de medicação, certifique-se que o hotel tem esse serviço. Se o seu amigo tiver algum problema de socialização (principalmente cães), será preferível avisar o staff do hotel antes, uma vez que alguns hotéis promovem brincadeiras livres entre cães e poderá gerar-se uma situação de conflito.

Optar por uma estadia familiar

A estadia familiar é vantajosa, uma vez que existem menos animais e consequentemente uma maior vigilância do estado de cada um. Seja por um profissional a desenvolver o serviço ou por um familiar que fica com o seu amiguinho, esta é também uma opção a considerar. Uma vez mais, certifique-se que o seu patudo cumpre os requisitos de admissão (status vacinal e desparasitação regularizados, sociabilidade e alguns exigem ainda esterilização).

Serviço de Pet sitting

O serviço de Pet sitting tem ganho cada vez mais adeptos, principalmente tutores de gatos.

Uma vez que estes patudos não gostam de grandes mudanças, poderá ser uma opção extremamente interessante.

Consiste num serviço em que alguém irá a sua casa e alimentará o seu amigo, dar-lhe-á atenção, realiza a higienização da caixa de areia (gatos), leva a passear (cães), e poderá ainda regar-lhe as plantas.

Como pode ver existem várias opções para todos os tipos de famílias. Recomendamos que antes de optar por um local o avalie e compare com outros que já tenha visitado.

Esperamos que este artigo tenha ajudado. Boas férias para todos!

Filipa Guilherme

Médica Veterinária

dx
dx