Introduzir um bebé ao seu gato

Toxoplasmose e a Gravidez
11 de Setembro, 2021
Síndrome de Disfunção Cognitiva
25 de Setembro, 2021

Está gravida, e tem de começar a preparar as coisas para a chegada de uma nova criança.

Mudam-se móveis, compram-se mobílias novas, pinta-se o quarto, lava-se mini roupa de bebe e guarda-se, nasce o bebe. Entra um cheiro novo na casa, mais os cheiros dos cremes de bebé; volta meia-volta o silêncio da casa é interrompido pelo choro, vai aconchegar o seu filho, dedica-lhe atenção, e o gato observa tudo isto e pensa: que coisa é aquela com cheiro estranho que eles agora passam a vida a acarinhar? E eu? E a hora do meu colinho?

Porque é que as coisas dele estão espalhadas pelas casa onde antes estavam os meus brinquedos? (Sim, porque os bebés crescem e eventualmente essa fase também irá chegar).

Estas mudanças podem de facto ser algo stressantes para o seu gato, por isso, nada como antecipar e dar-lhe pequenas indicações de que as coisas vão mudar, gradualmente, ao invés de ser tudo de rompante. Deixamos algumas dicas para que o ajude a preparar-se para esta nova fase.

Poderá tomar medidas antes e depois da chegada do bebé. Todo o processo deverá ser gradual, e lembre-se: nunca force o gato! Dê-lhe tempo e encoraje-o a investigar, tornando a experiência positiva, com recurso a mimos e guloseimas.

Antes de o Bebé chegar:

Jogo do Tétris:

Regra geral isto acontece em todas as casas quando há a chegada de um bebé, embora seja talvez mais evidente aquando da chegada do primeiro filho. O espaço muda. Existe uma nova organização. Geralmente o escritório passa a quarto do bebé ou sai mobília do quarto do filho mais velho para encaixar o mais novo,… bom, mudanças ocorrem. O que deve fazer é deixar o gato explorar os novos objetos que chegam. Evite ainda mover as coisas do gato: a caixa de areia, a zona de comida, bebida e repouso. Será mais fácil para ele se algumas coisas se mantiverem como antes. Caso tenha de mover as coisas do gato, faça-o com calma, gradualmente, para que se vá habituando aos novos espaços que lhe serão destinados.

Passar o testemunho:

Os gatos geralmente são animais de rotinas. Estão habituados a que seja a mesma pessoa a dar a comida, a mudar a caixa de areia, a escovar,… Até pode variar a pessoa consoante a hora do dia, mas aquela hora, eles esperam que seja aquela pessoa. Então uma das coisas que pode começar a fazer assim que descobre que está grávida é definir se essas rotinas se irão manter, ou se haverá passagem do testemunho para outra pessoa. Caso passe a ser uma nova pessoa a assumir estas funções, ou passe a assumi-las a tempo integral, aproveite os 9 meses que dispõe para ir preparando o seu gato. Vá introduzindo essa pessoa nas rotinas, deixando-a gradualmente ocupar o seu lugar.

Perfumes invasores:

Este é um facto sobre o qual as pessoas acham que não têm qualquer controlo. Mas a verdade é que pode começar a preparar o seu gato para os novos odores que irão ocupar a casa. Compre antecipadamente os produtos que irá utilizar no seu bebé e use-os no seu corpo, para que esses odores comecem a ser introduzidos. Poderá usá-los enquanto escova o seu melhor amigo (caso este seja um momento prazeroso para ele), ou enquanto o mima.

Do silêncio ao ruído:

O choro do bebé e os sons que fazem vão ser uma novidade para o seu gato. Outra dica, será começar a expô-lo a gravações desses sons, para que possa ir-se habituando. Existem ferramentas de fácil acesso como o Youtube.

Depois do bebé nascer:

Tens um cheiro estranho:

Quando a mãe regressar a casa, deve deixar o gato cheirá-la e esporá-la, e deve “perder” algum tempo com o seu gato. Cumprimentá-lo, acarinha-lo, e deixá-lo habituar-se a todos os novos cheiros que trouxe consigo. Pode ainda, e deve, levar algo com o cheiro do novo bebé: seja uma manta, ou uma pecinha de roupa, e deixar o gato cheirar esta peça. Mesmo antes da mãe e o bebé regressarem a casa, o pai poderá ter de levar algumas roupas da criança que se irão sujar. Antes de as lavar, seria interessante deixar o seu gato aproximar-se dessas roupas e deixá-lo sentir o cheiro do novo membro da família que brevemente irá para casa. Depois disto, então gradualmente expô-lo ao bebe. Mas não o esconda, nem o force a aproximar-se. Dê-lhe tempo, e recompense sempre atitudes positivas: seja com carinho, seja com guloseimas.

Quem és tu?

Os gatos são naturalmente curiosos, mas nem todos correm cheios de confiança para conhecer algo novo. Alguns gatos precisam de mais tempo, e esse tempo tem de ser respeitado. Encoraje-o a conhecer o seu filho, mas nunca force. Esteja lá para o apoiar. Um bom momento para uma primeira apresentação será com o bebé a dormir, visto que a probabilidade de ser realizado um movimento brusco que poderá assustar o gato, é menor.

Qual é o meu lugar?

É um facto que agora vai dispor de menos tempo para estar com o seu gato, mas não deve nunca esquecê-lo ou deixá-lo à parte. Dedique-lhe algum tempo e mime-o. Deve guardar um bocadinho do seu dia para o relembrar que é amado e acarinhado, e que continua a ter um lugar importante na família.