Praganas – o que são e como prevenir?

Prevenção da Leishmaniose!
27 de Maio, 2020
“O meu gato vomitou e tinha pelo!”
15 de Julho, 2020

Com a chegada do tempo quente, e mais acentuado no final da Primavera/início do Verão, começamos a ver umas ervas secas designadas de praganas.

Muita gente tem dificuldade em as reconhecer, mas para ajudar, são aquelas ervinhas que as crianças apanham e atiram para as camisolas umas das outras, onde ficam espetadas.

Pois bem, devido à sua forma, estas ervinhas podem-se tornar num verdadeiro perigo para os nossos patudos.

Com uma ponta aguçada, espetam facilmente na pele. Devido ao seu formato é impossível andarem para trás e vão-se enterrando cada vez mais, produzindo feridas e trajetos pelo corpo dos nossos animais.

São frequentemente encontradas entre os dedos, ouvidos e nariz traduzindo-se numa sintomatologia diversificada (feridas, sacudir da cabeça, espirros,…). Podem mesmo progredir ao ponto de atingirem órgãos internos como pulmões, bexiga,…

Cães de pelo comprido são mais propensos a reter estas plantas no seu corpo durante os passeios. Por este motivo, aconselhamos que após os passeios com o seu patudo, o escove cuidadosamente e inspecione as áreas mais criticas: entre os dedos, axilas, virilhas, nariz e orelhas. Durante a escovagem deverá mesmo inspecionar ao máximo o restante corpo e remover toda e qualquer erva que encontrar.

Desejamos passeios felizes

Filipa Guilherme

Médica veterinária