Toxoplasmose e a Gravidez

Fisioterapia Veterinária
4 de Setembro, 2021
Introduzir um bebé ao seu gato
19 de Setembro, 2021

Regra geral, a noticia de uma gravidez é motivo de alegria. No entanto, inúmeras vezes temos grávidas ansiosas por terem um gato em casa e ficam com receio que este lhes transmita toxoplasmose, porque são negativas. A verdade é que o gato é apontado como sendo o grande vilão desta história. Mas será mesmo o grande culpado? Hoje vamos então explicar tudo direitinho para que não sobrem dúvidas, e possa conviver com o seu gato em tranquilidade.

O que é a Toxoplasmose?

A toxoplasmose é uma doença parasitária provocada por um parasita chamado Toxoplasma gondii. Este parasita é microscópico e zoonótico ou seja, pode afetar Humanos, e tem a capacidade de passar da mãe para o bebé, durante a gravidez.

A melhor forma de explicar o papel do gato é explicando o ciclo do parasita.

Ciclo do Toxoplasma gondii:

Como se infeta o gato:

O gato, nas suas atividades de caça, apanha ratos e aves que têm quistos parasitários nos seus tecidos musculares. O gato é o único hospedeiro definitivo conhecido e elimina por via fecal o parasita que, ao fim de 1-5 dias no ambiente, se torna infetante.

Essas formas infetantes estão no solo, na água ou mesmo em plantas e são ingeridas pelos hospedeiros intermediários (tal como roedores, porcos e até mesmo Humanos).

O gato, volta-se a infetar pela ingestão da carne de animais infetados ou mesmo diretamente pela forma infetante do parasita (através da água, solo ou plantas).

Ciclo do Toxoplasma gondii

Como se infetam os Humanos?

Os Humanos infetam-se apenas tendo contacto com esse parasita. Isto pode acontecer:

  • Por comer carne mal cozinhada de animais infetados.
  • Ingerindo água contaminada ou alimentos mal higienizados (por exemplo uma alface mal lavada).
  • Transfusões de sangue e transplantes.
  • E de mãe para filho durante a gravidez: que chamamos via transplacentária.

É importante ter ainda em consideração o seguinte:

  • O período de excreção do parasita pelas fezes do gato, geralmente, não ultrapassa as 3 semanas.
  • Para prevenir, não dê ao seu gato carne crua nem mal cozinhada.
  • Como prevenção as grávidas não deverão efetuar a higiene da liteira dos gatos; devem solicitar a outra pessoa que a faça. Se não tiverem ninguém, devem fazê-lo de luvas e lavar cuidadosamente as mãos após a limpeza.
  • A limpeza da caixa deve ser feita diariamente uma vez que a forma excretada pelos gatos tornar-se infetante ao fim de 1-5 dias.
  • Se tiver estes cuidados é mais provável contrair toxoplasmose por alimentos mal lavados do que através do gato.

Alguns tutores pedem para fazer uma análise de titulação de anticorpos para ver se o seu gato tem ou não toxoplasmose, mas este exame apenas nos vai dizer se contactou ou não com o agente, ou seja, pode vir positivo mas não quer dizer que de momento tenha o parasita, nem que está no período de excreção do mesmo.

Como sempre, aposte na prevenção. Não é necessário expulsar o gato de casa. Não se esqueça que já vão ocorrer muitas mudanças para o seu gato com a chegada de um bebé. Pode conviver com ele tranquilamente, apenas tenha o cuidado de pedir a outra pessoa que faça a higienização da caixa de areia.

Se tiver com dúvidas, fale com o seu médico e com o seu veterinário.

Partilhe esta informação com quem mais gosta, porque a informação é essencial para a prevenção eficaz.