Vantagens da Esterilização/Castração

Síndrome de Disfunção Cognitiva
25 de Setembro, 2021
7 Cuidados a ter com Patudos Sénior
9 de Outubro, 2021

Se tem dúvidas sobre se deve ou não esterilizar o seu patudo, explicamos tudo neste artigo. Saiba as principais vantagens da esterilização e o que esperar do procedimento.

A esterilização consiste na remoção dos órgãos reprodutores do animal em questão (nas fêmeas ovários e útero, nos machos remoção dos testículos). Vulgarmente as pessoas atribuem o termo esterilização a fêmeas e castração a machos. Em alguns casos podem apenas ser removidos os ovários das fêmeas, principalmente quando se opta por cirurgia laparoscópica.

Vantagens da Esterilização:

Cadelas:

A esterilização antes do primeiro cio tem vantagens na prevenção de tumores de mama. Caso seja feita tardiamente, continua a ter vantagens, nomeadamente na prevenção de patologias uterinas como piómetras (que são infeções uterinas graves que podem comprometer a vida da sua melhor amiga) e tumores, bem como na prevenção de doenças ováricas (como quistos e tumores).

Desaparece o corrimento típico de cio e o risco de uma gravidez indesejada. As fêmeas deixam também de atrair os machos.

Cães:

Nos cães a castração diminui o comportamento de fuga e de agressividade relacionada com a sexualidade. Além disso, Previne ainda tumores testiculares e o desenvolvimento de hiperplasia prostática benigna.

É de referir ainda que cães castrados têm ainda uma menor incidência de hérnias inguinais e perineais.

No que toca ao comportamento, pode ajudar com os comportamentos de monta e de marcação de território.

Gatas:

Nas gatas as vantagens são as mesmas das cadelas, sendo de referir que a maioria dos tumores de mama em gatas são malignos, por isso a esterilização é uma grande vantagem na prevenção desta condição. Geralmente, após o procedimento as gatas tornam-se mais simpáticas.

Existe ainda a vantagem de não existirem cios repetidos, pelo que os miados típicos dessa altura do ciclo desaparecem.

Gatos:

Nos gatos, a castração reduz o comportamento de marcação, de fuga e as brigas entre gatos. Geralmente, após o procedimento os gatos tornam-se mais amistosos.

O que muda no meu animal após a esterilização/castração?

Depois de esterilizar ou castrar o seu animal, deve ter em conta que este passará a ter uma maior propensão para ganhar peso. Deve por isso apostar numa dieta direcionada para animais esterilizados, que tem um menor aporte calórico. esta informação é transversal a ambas as espécies.

Os gatos, podem ainda estar mais sujeitos a problemas do trato urinário, pelo que é interessante apostar numa dieta de qualidade, que tem já em consideração essas alterações. Deverá estar atento a qualquer sintomatologia que possa surgir como entrar e sair muitas vezes do caixote, miar muito ao urinar ou mesmo urinar com sangue. Caso note alguma alteração deste género, deverá entrar em contacto com o seu veterinário com brevidade.

Quando esterilizar/castrar?

Em relação ao melhor momento para esterilizar/castrar, cada caso é um caso, e deverá existir uma conversa entre o tutor e o veterinário assistente.

Regra geral, as fêmeas apresentam mais vantagens quando são esterilizadas antes do primeiro cio, sendo que a idade a que este surge varia consoante a espécie e porte do animal. Nas gatas, o primeiro cio ocorre por volta dos 6 meses, assim como em cadelas de pequeno porte.

Já quando falamos de raças grandes ou gigantes, o primeiro cio poderá ocorrer por volta de um ano e meio ou mesmo 2 anos.

Contudo, existem situações em que pode ser aconselhado deixar a cadela ter um cio por motivos anatómicos, como vulvas que estão muito recolhidas e poderão passar a ser um problema no futuro com a recorrência de vaginites. Por vezes deixa-se a cadela ter um cio para que a vulva fique mais exposta, reduzindo esse problema no futuro e depois procede-se à esterilização.

Frisamos: cada caso é um caso.

Quanto aos machos, gatos machos têm indicação para serem castrados por volta dos 6-7 meses. Já a indicação dos cães varia muito consoante o porte.

Cães maiores atingem a maturidade sexual mais tarde do que cães mais pequenos, e existem alguns estudos que apontam algumas desvantagens em relação à castração precoce. Pelo que a situação deverá ser avaliada entre o veterinário e o tutor para que seja tomada a melhor decisão para o animal em questão.

Decidi esterilizar/castrar. E agora?

Antes do procedimento, deverá ser feita uma avaliação pré-anestésica, com exame físico completo e a realização de análises sanguíneas, para que o risco anestésico seja minimizado.

Nos machos, é ainda importante verificar se os 2 testículos se encontram na bolsa escrotal, pois caso algum se encontre na cavidade abdominal, a cirurgia será mais invasiva.

Caso algum dos testículos (ou mesmo ambos), não se encontre na bolsa escrotal, o animal passa a ter uma indicação médica para a castração. É importante para a saúde do animal em questão (testículos intra-abdominais têm potencial acrescido para tumorizar), e para que essa característica não seja transmitida à sua descendência.

No dia da cirurgia, deverá deixar o seu melhor amigo na clínica, em jejum (tudo lhe será explicado na consulta pré-anestésica) e poderá ir buscá-lo ao final do dia.

A cirurgia de esterilização e castração é um procedimento de rotina, pelo que tem tudo para correr bem quando se aposta na prevenção. No entanto, caso se sinta ansioso, converse com o seu médico veterinário e tire todas as suas dúvidas.

Como é a recuperação de uma esterilização/castração?

Os gatos machos recuperam rapidamente (inclusive a sua incisão não leva pontos). Deverá ter apenas alguns cuidados com a areia nos primeiros dias.

Cães machos recuperam rapidamente, mas deverão andar à trela e evitar grandes exercícios como saltos durante 10 dias, assim como as fêmeas: cadelas e gatas.

Deverá respeitar criteriosamente a medicação que lhe for prescrita no momento da alta, assim como deverá manter o colar isabelino ou body cirúrgico.

Geralmente é agendado um controlo cerca de uma semana após a cirurgia. Assim que o seu patudo tiver alta, poderá voltar a fazer vida normal.